RADIO REPORTER DE DEUS

Mostrando postagens com marcador Ignácio Pinto. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ignácio Pinto. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 27 de setembro de 2016

OPERAÇÃO LAVA JATO E O SANGUE DE JESUS



OPERAÇÃO LAVA JATO E O SANGUE DE JESUS.
A Polícia Federal com criatividade peculiar a embalar suas ações batizou a operação que investiga corrupção na Petrobras de ‘Operação Lava Jato’. Decerto pensando na possibilidade de enxotar de nossa maior empresa pública os corruptos e limpá-la da nódoa infame ali introduzida com tanta brutalidade pelo PT.
Seguramente a operação lava-jato minimizará a sanha de muita gente afeita à corrupção, porém jamais a erradicará. Não digo isto, obviamente, como que a desejar um futuro sombrio a nosso país, mas fundamentado em duas constatações que flertam com a permanência dos desmandos políticos.
Em primeiro lugar uma constatação bíblica: a corrupção habita a alma humana desde a inauguração do pecado no Éden. Com efeito, desde então, a alma humana vive anestesiada para as virtudes cristãs. São Paulo, movido pelo Espírito Santo, assevera: “Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer” (Rm. 3:10-12). A solidariedade aos pobres e a luta por justiça social, representam, via de regra, a ideologia (uso o termo aqui no sentido estrito usado por Marx) sob a qual subjazem interesses espúrios.
Em Gênesis 6:15 Deus expõe a grave situação vivenciada pelo homem e a permanente disposição em continuar em seu caminho de maldade: “Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra, e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração”. Calvino descreve a realidade do homem sem Deus como natureza eivada de “[...] ignorância, fraqueza, torpeza, vaidade e injustiça, as quais não somente envolveram a sua pessoa, mas também se levantaram contra toda a sua posteridade. Porque todos os seus sucessores são semelhantes a ele, no qual eles têm sua origem e de cuja corrupção nasce a deles” (Calvino. Institutas, vl 1, p. 85).
Clique para continuar lendo:

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

IGREJAS QUE TRANSFORMAM O MUNDO



IGREJAS QUE TRANSFORMAM O MUNDO

 | Postado sábado, 2 de novembro de 2013

Rev. Ignácio S. Pinto
A proposta de a igreja ser instrumento para o mundo, parece ousada, beira à arrogância. Isto obviamente se pensarmos em igreja como instrumento meramente humano. Todavia, antes de sua dimensão institucional, a igreja é espiritual; Carrega em seu genes o poder do Espírito Santo que a faz ousada na proclamação de sua mensagem.
Ao propor-se como canal de transformação, cada cristão apresenta-se como alguém que impactado pelo evangelho da graça, experimenta uma nova dimensão de  vida. Não é uma vida religiosa com ênfase em valores legalistas ou mesmo divorciada das demandas deste mundo. Pelo contrário, deve ter seus pés fincados no chão e olhos abertos a fim de detectar as necessidades das pessoas.
Jesus orou pedindo ao Pai que não retirasse seus discípulos do mundo, mas que os livrasse do mal. Eis aí, portanto, a grande missão da igreja: viver no mundo. E, neste sentido ela deve ser mundana. Sente as carências, dores e dilemas de um mundo totalmente alienado dos céus.Deste modo, a igreja se torna parceira do mundo, pois não somente ressalta seus pecados, mas ajuda-o a reconhecer o caminho deixado por Jesus. A ela compete o papel de ensinar que a corrupção, a imoralidade, o consumismo, o uso de drogas, o acúmulo de riqueza, a pobreza decorrente, a idolatria, a violência, as guerras e etc., são todos valores anti-reino.
Associada a este papel pedagógico, está a própria vida da igreja, Ela não pode ensinar, se não vive radicalmente para o Senhor Jesus. Seu ensino deve ser a verbalização daquilo que o mundo enxerga. Ensino transformador passa inescapavelmente por vidas que não são apenas ideais, mas reais.
A igreja é o sal deste mundo. Conserva, dá sabor e mantém um relacionamento equilibrado. Influencia, jamais é influenciada. Marca presença no mundo e por ele é respeitada. Nas palavras de Jesus, a igreja, embora parceira do mundo, não se contamina com o seu mal.
No fim, o mundo pode até odiá-la, mas por vê-la coerente, haverá sempre de respeitá-la. Esta é a porta para que ele seja transformado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...